Encerram-se no dia 11 deste mês as inscrições para o concurso público do Magistério Estadual, no qual estão sendo oferecidas 1.040 vagas para o cargo de professor de educação básica 3. As inscrições são realizadas exclusivamente por meio da internet, no endereço eletrônico http://www.faperp.org.br. A remuneração inicial para o cargo de professor é de R$ 1.111,40, com carga horária de 30 horas semanais.

Por meio dos links referentes ao processo, o candidato deve preencher a ficha de inscrição, transmitir os dados pela internet, imprimir o boleto bancário e efetuar o pagamento, no valor de R$ 70, até o dia 12 deste mês, em qualquer agência bancária ou nas casas lotéricas. Estão sendo oferecidas vagas para 178 municípios.

Disciplinas – As 1.040 vagas estão assim distribuídas: matemática (303), língua portuguesa (282), língua inglesa (96), artes (27), história (52), geografia (52), biologia (57), química (43), física (59), e educação física 69 vagas. O pré-requisito é comprovar licenciatura plena nas referidas disciplinas.

Avaliação – O concurso terá duas fases: provas objetivas e avaliação de títulos. As provas, com duração de três horas, terão como conteúdo a legislação básica, as orientações curriculares, os conhecimentos pedagógicos, a língua portuguesa e os fundamentos da educação/prática docente.

As provas objetivas estão previstas para o dia 8 de janeiro de 2012. A avaliação de títulos tem caráter classificatório e, portanto, não elimina do concurso os candidatos que não apresentarem títulos. O concurso público terá validade de seis meses, prorrogável uma vez por igual período, a critério da administração pública estadual.

Edital – O edital do concurso público foi publicado no Diário Oficial do Estado, edição do dia 28 de outubro. O texto está disponível também nos endereços eletrônicos http://www.paraiba.pb.gov.br e http://www.paraiba.pb.gov.br/educacao.

O concurso vai ser realizado pela Fundação de Apoio à Pesquisa e Extensão de São José do Rio Preto (Faperp). O regime jurídico para os candidatos classificados no concurso será o estatutário, de acordo com as normas estabelecidas no Estatuto do Servidor Público do Estado da Paraíba.

A Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara Federal promove hoje e amanhã audiência pública para discutir a implantação do Programa Nacional de Banda Larga (PNBL). Também conhecido como Brasil Conectado, o programa foi criado pelo Decreto 7.175/10, que lista as ações para ampliar a rede de banda larga no País.

Programa pretende triplicar o número de domicílios com acesso à banda larga. Por meio do programa, o governo prevê a implantação de uma rede de telecomunicações nacional, disponível para qualquer prestadora que queira oferecer o serviço de acesso em banda larga.

A previsão é que a banda larga de 1 Mbps chegue a cerca de 35 milhões de domicílios até 2014, a um preço de R$ 35. Hoje, o serviço está disponível em 10,2 milhões de domicílios, a um custo médio de R$ 96.

O governo também pretende elaborar medidas para desonerar tributos, assegurar a qualidade dos serviços de internet e estimular a competição entre as empresas do setor.

Inclusão social
A audiência foi sugerida pelo deputado Newton Lima (PT-SP), que é relator da subcomissão especial criada para acompanhar as ações do PNBL; e pelo deputado Ruy Carneiro (PSDB-PB), que é presidente da subcomissão. O grupo foi formado pela Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática.

Para o deputado Newton Lima, é preciso discutir o sistema de banda larga que está sendo implantado no País. “O uso da internet pode contribuir fortemente para a redução das desigualdades sociais e regionais”, disse.

Participarão do debate hoje:
– o secretário-executivo do Ministério das Comunicações, Cezar Alvarez;
– o presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), João Batista de Rezende;
– o presidente da Telebrás, Caio Cezar Bonilha Rodrigues;
– o conselheiro do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) Demi Getschko;
– o diretor-geral da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), Nelson Simões.

Para o debate de amanhã, foram convidados:
– o coordenador-geral do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC), Celso Schröder;
– o presidente da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), João Luiz Martins;
– o diretor-executivo do Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (SindiTelebrasil), Eduardo Levy;
– a advogada do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) Veridiana Alimonti;
– o presidente da Empresa de Tecnologia da Informação do Ceará (Etice), Fernando Carvalho.

A audiência hoje está marcada para as 14h30, no Plenário 13. Amanhã, os debates ocorrem no mesmo local a partir das 10h30.

Com informações da Agência Câmara – Tribuna do Norte

Top 10: O que fazer com seu celular antigo?

Publicado: 26 de agosto de 2011 em CURIOSIDADES

Paulo Vanderley Para o TechTudo

Os fabricantes de celulares estão inundando as lojas com novos aparelhos, cada um trazendo mais funcionalidades que o outro. Com isso, somos seduzidos a trocar de celular constantemente, sempre em busca dos modelos mais atuais. Até mesmo o termo “celular” já é algo antigo. A moda agora é ter smartphone.

O problema é que, quando voltamos da loja com o celular novo, “ganhamos” também um problema para resolver: o que fazer com o celular antigo?

Algumas idéias para o seu celular antigo (Foto: sxc.hu)Algumas idéias para o seu celular antigo (Foto: sxc.hu)

Calma, não entre em pânico! O TechTudo traz 10 sugestões do que fazer com o aparelho velho. Veja abaixo:

10 – Visual executivo com dois celulares

Homem de negócios (Foto: Reprodução)Homem de negócios (Foto: Reprodução)

Você não precisa necessariamente descartar seu aparelho antigo. Uma saída é usá-lo em conjunto com o celular novo para mostrar aos seus amigos como sua vida é agitada e cheia de compromissos.

Certamente, isso vai despertar a curiosidade de todos, além de chamar atenção das gatinhas – que adoram homens poderosos. Só cuidado com a conta (em dobro) no fim do mês.

9 – Use como MP3 player (ou calculadora)

Se o celular antigo toca arquivos de áudio, você pode mantê-lo como um MP3 player que faz ligações. Assim, você vai poder ouvir suas músicas despreocupado na beira da piscina, no futebol, no ônibus ou até no octógono de luta livre. Se ele não toca MP3, ainda pode servir como calculadora, para sua bisavó.

8 – Use como controle remoto

Caso seu celular velho tenha bluetooth, a mesa de centro da sala de estar pode ser um bom lugar para ele. Muitos eletro/eletrônicos modernos trocam informações usando esse padrão de comunicação. Assim, seu aparelho pode ter uma sobrevida, servindo como controle remoto, fone de ouvido, etc.

7 – Faça um video destruindo-o

Quebrar celular é divertido (Foto: Reprodução)Quebrar celular é divertido (Foto: Reprodução)

As pessoas têm um estranho prazer em ver objetos sendo quebrados (que o diga uma marca americana de liquidificadores, o Blendtec). Então, nossa dica é que você pegue uma marreta, uma câmera (pode ser a do celular novo) e faça um vídeo bem criativo, interessante e educativo mostrando como transformar o celular antigo em pó.

Quando terminar, não esqueça de juntar os pedaços e descartá-los corretamente.

6 – Faça arte com ele

Uma operadora de telefonia japonesa promoveu o Mobile Forest Exhibition, uma exposição de arte usando celulares. Atualmente, a arte aceita diversas formas de expressão, e você pode aproveitar seu aparelho antigo para deixar aflorar o seu lado artístico.

Novas formas, novas leituras, novos arranjos… dê asas à sua imaginação.

5 – Venda na internet

Seu celular velho pode diminuir o rombo que o smartphone novo causou na sua conta bancária. Caso você não tenha o perfil vendendor, pode usar os sites de leilão da internet para (tentar) vender sua peça de museu. Não se esqueça de que o valor do frete é proporcional à idade (peso) do seu aparelho. Ou seja, quanto mais velho, mais caro será o envio. Deixe o frete às custas de quem comprar.

4 – Presenteie um parente

Celular velho, um ótimo presente (Foto: Reprodução)Celular velho, um ótimo presente (Foto: Reprodução)

Sabe aquele “amigo oculto” que reúne a família inteira no fim do ano? Pois essa é a oportunidade certa para se desfazer do seu celular antigo. Tenha capricho no embrulho, e veja como o presenteado ficará surpreso com a sua generosidade.

3 – Doe a uma instituição de caridade

Agora que você tem um celular novo, pode deixar o antigo com alguém que não tem nenhum. Na sua cidade deve haver instituições de caridade ou ONG’s que, certamente, vão ficar felizes em receber seu aparelho – mesmo que você o considere antigo. Você não vai se arrepender.

2 – Recicle-o

Celulares para reciclagem (Foto: Reprodução)Celulares para reciclagem (Foto: Reprodução)

Não jogue seu celular velho num cesto de lixo! De acordo com as fabricantes, 60% a 80% dos telefones podem ser reciclados. Caso você opte pelo descarte, a bateria é o componente que merece mais atenção. Muitas fabricantes deixam o recolhimento de baterias a cargo das assistências técnicas autorizadas. Outras marcas oferecem postos de coleta específicos. Dê um fim digno ao seu companheiro.

1 – Troque-o por um Porsche

Celular por Porshe, uma troca justa (Foto: Reprodução)Celular por Porshe, troca justa (Foto: Reprodução)

Steven Ortiz, um jovem de 17 anos, ganhou um celular de seu amigo e fez uma troca usando um site da internet. Depois de dois anos e apenas 14 trocas, ele acabou com um Porsche Boxster.

Parece mentira? Então confira a matéria falando a respeito no G1. Se ele conseguiu, você também consegue!

A invenção de um menino de 13 anos pode modificar a forma como coletamos energia solar nos dias de hoje. Aidan Dwyer, um rapazinho americano, bolou uma maneira de organizar os painéis solares que garante um melhor aproveitamento da luz e, assim, uma maior produção de energia. Semelhante a uma pequena planta, o invento do menino aumenta a eficiência do mecanismo entre 20% a 50%.

Aidan Dwyer (Foto: Reprodução)

Aidan Dwyer (Foto: Reprodução)

Instigado pelo mecanismo utilizado pelas árvores para absorver luz solar, Dwyer teve uma ideia que lhe rendeu o prêmio de Jovem Naturalista, concedido pelo Museu Americano de História Natural. A atual maneira de gerar energia através da luz do sol consiste em arranjar os painés solares horizontalmente, ao contrário do sistema bolado pela própria natureza. Após estudar durante algum tempo, o menino decidiu montar em um suporte vertical pequenos painéis, de forma que estes ficassem organizados como folhas em galhos. E funcionou.

Árvore-solar (Foto: Reprodução)Árvore-solar (Foto: Reprodução)

Os testes realizados com o experimento mostram que, comparado ao mecanismo original, a árvore-solar de Dwyer é muito mais eficiente. Inclusive em épocas de menor incidência solar, tais como o inverno, a novidade leva a melhor. Além disso, o sistema, justamente por ser vertical, não é “enterrado” pela neve e também é menos prejudicado pela chuva.

O menino, ao explicar o funcionamento do seu modelo, ainda ressaltou outra vantagem: para ambientes urbanos, que carecem de espaço, ele é ideal. Além do que, acrescentou, a semelhança com uma árvore torna tudo ainda mais bacana.

Resta saber se existirão empresas interessadas em replicar a ideia em escala maior. Por enquanto, os modelos do menino têm se saído muitíssimo bem. O mais interessante é que o projeto de Aidan Dwyer não foi feito para uma grande feira internacional, mas sim para a feira de ciências da escola. Aos 13 anos, esse pequeno inventor já conta com diversos entusiastas e alguma notoriedade ao redor do mundo.

Via SlashGear




“Global Offensive” marca o retorno do popular jogo de tiro em primeira pessoa “Counter-Strike”, lançado 12 anos atrás. Com versões para PC, Mac e para as redes online dos consoles PlayStation 3 e Xbox 360, o game preserva a essência da série, com partidas baseadas no trabalho em equipe e na competição entre dois times: terroristas e contra-terroristas.

Novos mapas, personagens e armas fazem parte de “Global Offensive”, que também traz versões atualizadas do conteúdo clássico de “Counter-Strike”, como o mapa de_dust, por exemplo. O game conta com novas modalidades de jogo, um sistema aprimorado de organização de partidas e placares online.

“‘Counter-Strike’ é um dos games mais jogados em todo o mundo, 12 anos após seu lançamento”, disse Doug Lombardi, da Valve. “‘Global Offensive’ vai ampliar a mecânica de jogo campeã de ‘Counter-Strike’ e levar isso para os computadores e consoles atuais”, explicou o executivo.

Desenvolvido pela Valve em colaboração com a produtora Hidden Path Entertainment, “Counter-Strike: Global Offensive” tem seu lançamento previsto para o começo de 2012.

Fonte: UOL Jogos

Ligar ou reiniciar o computador é sempre uma tortura. São apenas alguns minutos que mais parecem uma eternidade. Por mais que o seu computador esteja perfeitamente normal, sempre estamos insatisfeitos e queremos mais velocidade no arranque do sistema. Mas há como fazer isso? Abaixo, mostraremos que a resposta é sim.

Se você pesquisar na Internet sobre como melhorar o tempo de inicialização do Windows, certamente encontrará vários programas milagrosos e dicas que pouco ajudam. Neste guia, você vai ver que não existe mágica. Fazer com que seu computador inicie mais rápido requer muito trabalho, ajustes finos, e até mesmo alguns upgrades.

Por isso o TechTudo listou 10 maneiras de fazer o seu computador inicializar mais rapidamente. Confira e compartilhe com seus amigos:

Configure a sua BIOS

Por padrão, a BIOS do seu computador vem configurada para funcionar da forma mais cômoda possível. Basta colocar o DVD do Windows, por exemplo, e ligar o computador para que a instalação do sistema seja iniciada. Isso significa que toda vez que você liga o computador, a BIOS busca primeiro o boot via CD – em alguns casos, até o drive de disquete é examinado. Quando nada é encontrado, o HD é automaticamente iniciado. Mas como você não instala o Windows toda vez que liga o seu computador, que tal então desabilitar esta função?

Configurando a BIOS (Foto: Reprodução/Helito Bijora)Configurando a BIOS (Foto: Reprodução/Helito Bijora)

Para configurar a BIOS, tudo que você deve fazer é pressionar a tecla DEL ao ligar o computador e modificar a ordem do boot no menu. Em alguns modelos de BIOS, basta ativar a opção “Quick Boot” para que o HD seja priorizado na ordem da inicialização. Caso a sua BIOS não possua esse recurso, você deve definir a opção “First Boot Device” para “Hard Disk”. Feito isso, não se esqueça de salvar as alterações antes de sair.

(Cuidado! Se você esquecer de colocar a inicialização do seu HD no boot, você não conseguirá inicializar o Windows. Em alguns modelos, ao invés de “Hard Disk” será exibida a marca do HD – ex.: Seagate, Samsung,…)

Remova programas da inicialização

Certamente esta é a maneira mais eficaz de melhorar o tempo de inicialização do seu computador. A maioria dos programas, quando instalados, se configura automaticamente para iniciar junto ao sistema. Isso geralmente melhora o desempenho do programa, mas deixa o seu computador vários segundos mais demorado para inicializar.

Inicialização de programas (Foto: Reprodução/Helito Bijora)Inicialização de programas (Foto: Reprodução/Helito Bijora)

Você não precisa que o Adobe Reader seja iniciado junto com o Windows, certo? Nem o MSN, não é? O sistema operacional da Microsoft conta com um assistente para gerenciar o que é iniciado quando o computador é ligado. Para acessá-lo, digite “msconfig” (sem aspas) no menu Iniciar (vá em “Executar”, se você usa o XP) e abra o primeiro resultado encontrado. Na guia “Inicialização de Programas”, deixe só o essencial ativado (antivírus, driver de vídeo, e o que mais achar necessário). Pode remover sem medo o Messenger, Adobe Reader, Office e outros “programas folgados”.

Desativando serviços (Foto: Reprodução/Helito Bijora)Desativando serviços (Foto: Reprodução/Helito Bijora)

Atrase a inicialização de serviços

Paralelamente aos programas, o Windows também carrega vários serviços na inicialização do sistema — você pode vê-los na guia “Serviços” do tópico anterior. Esses serviços são componentes do Windows e outros programas, e geralmente assumem uma importância maior dentro do sistema. Entretanto, dependendo do perfil de usuário e dos componentes do seu computador, nem todos são necessários.

Para abrir o gerenciador de serviços do Windows, digite “services.msc” (no menu “Executar” em Iniciar, se você usar o XP), e abra o primeiro resultado. Agora você poderá ver todos os serviços ativados, a descrição de cada um deles, e desativar o que for desnecessário.

Por exemplo: se seu computador possui um único usuário, você não precisa do serviço “Logon secundário”. Para desativá-lo, basta clicar duas vezes sobre ele e selecionar a opção “Desativado” em “Tipo de inicialização”. Além disso, é possível atrasar alguns serviços com um grau de importância menor, ou configurá-lo como “Manual” – neste caso, ele só será iniciado se for realmente necessário.

Modifique o menu de dual boot

Se em seu computador houver mais de uma edição do Windows instalada, em dual boot, um menu perguntando qual versão do sistema você deseja iniciar deverá aparecer logo após a tela da BIOS. Por padrão ela vem configurada para iniciar a última instalação do Windows, mas pode demorar até 30 segundos se você não pressionar Enter.

Modificando boot (Foto: Reprodução/Helito Bijora)Modificando boot (Foto: Reprodução/Helito Bijora)

Novamente no menu Iniciar, digite “msconfig” e abra o primeira resultado. Na guia “Inicialização do Sistema” é possível alterar algumas configurações. Você pode definir o sistema operacional padrão que será iniciado em caso de indecisão, e diminuir o tempo de espera do menu. Para isso, selecione a versão do Windows desejada e clique em “Definir como padrão”, e modifique o tempo “Tempo limite” (o mínimo é 3 segundos).

Desative hardware não utilizado

Um computador é composto por diversas peças de hardware – placa de vídeo, rede, som, dentre muitas outras. Em alguns casos, algumas peças podem ser duplicadas – por exemplo, se a sua placa mãe já possuía um vídeo onboard (integrada) e você comprou uma placa de vídeo nova, mais potente. Se você não estiver utilizando as duas peças de hardware semelhantes, é possível desativar uma delas.

Desativando hardware (Foto: Reprodução/Helito Bijora)Desativando hardware (Foto: Reprodução/Helito Bijora)

Para isso, abra o “Painel de Controle” e busque por “gerenciador de dispositivos” (sem aspas). No “Gerenciador de Dispositivos”, expanda a categoria, clique com o botão direito do mouse sobre o hardware desejado e clique em “Desativar”. Em um notebook, por exemplo, se você só utiliza a internet wireless, pode desativar a placa de rede. Só não se esqueça de habilitá-la mais tarde caso precise utilizar a internet cabeada.

Microsoft Security Essentials (Foto: Reprodução/Helito Bijora)Microsoft Security Essentials (Foto: Reprodução/
Helito Bijora)

Mantenha o seu antivírus sempre atualizado

O antivírus geralmente faz o efeito contrário das dicas acima – adiciona mais uma entrada a lista de programas e serviços que são iniciados com o sistema. Felizmente, os antivírus (e a capacidade de processamento dos computadores) evoluíram bastante nos últimos anos, ou seja, eles já não representam tanto peso assim. Além disso, o antivírus é uma importante ferramenta na luta contra malwares, que são responsáveis por travamentos e muita demora na inicialização do sistema (já que eles ocupam mais tempo e processamento do seu computador, quando instalados em seu computador). Portanto, esta é uma medida preventiva e à favor da segurança. Se você ainda não possui um, no TechTudo Downloads você pode encontrar os melhores antivírus do mercado.

Remova fontes desnecessárias

Além de programas e serviços, o Windows também carrega as fontes na inicialização do sistema. Se você tem o Microsoft Office instalado, é provável que seu computador tenha cerca de 200 fontes instaladas. Mas você usa todas elas? Se a resposta for não, vale a pena desativar algumas fontes.

Desativando fontes (Foto: Reprodução/Helito Bijora)Desativando fontes (Foto: Reprodução/Helito Bijora)

Para isso, acesse o diretório de fontes do Windows pesquisando por “Fontes” (sem aspas) no “Painel de Controle”. Por fim, selecione as fontes que você não usa e clique em “Ocultar”. As fontes continuarão instaladas, mas não serão carregadas junto com o Windows e nem estarão disponíveis para ser utilizadas no Office e outros programas. Se algum dia você precisar das fontes desabilitadas, basta voltar ao diretório de fontes e ativá-las.

Configurando um IP fixo (Foto: Reprodução/Helito Bijora)Configurando um IP fixo (Foto: Reprodução/Helito Bijora)

Configure um IP estático

Por padrão, o Windows vem configurado para detectar automaticamente o endereço de IP da rede da sua casa. Mas ao inicializar o computador, é claro que o sistema vai acabar gastando mais alguns preciosos segundos para fazer isso. É possível, no entanto, configurar um IP estático (definitivo) e acabar com esse problema – além de facilitar o gerenciamento da sua rede, já que cada computador terá um endereço de IP fixo.

Para isso, no “Painel de Controle” do Windows 7, pesquise por “conexões de rede” (sem aspas) e clique em “Exibir conexão de redes”. Acesse as propriedades da sua conexão, selecione “Protocolo TCP/IP Versão 4 (TCP/IPv4)”, e clique no botão “Propriedades”. Por fim, defina um endereço de IP e clique em “OK”. Certifique-se de não usar o mesmo IP nas outras máquinas da sua rede (para variar o IP entre as máquinas, deixe uma delas com o IP 192.168.1.101, outra com 192.168.1.102, 103, 104,…)

Faça um upgrade de memória RAM

Memória RAM sempre foi sinônimo de velocidade, e isso não mudou. Uma das melhores formas de acelerar o seu computador é instalando mais memória. Mas não pense que quanto mais RAM, melhor. Você deve saber a sua necessidade e ater-se a ela. Em geral, 4 GB de RAM é o suficiente para a maioria das pessoas hoje em dia.

Se você só usa o computador para navegar na Internet e conversar no MSN, 4 GB dá e sobra. Por outro lado, se o seu computador roda aplicativos específicos (e pesados), talvez seja melhor investir em um pouco mais de memória RAM. Outro detalhe é que, dependendo da quantidade de memória, você precisará de um sistema de 64 bits, que também deve ser suportado por seu processador.

SSD da ScanDisk (Foto: Divulgação)SSD da ScanDisk (Foto: Divulgação)

Instale um SSD

É a forma mais radical de melhorar o desempenho e a velocidade de inicialização do seu computador. O seu HD provavelmente é o maior causador de gargalos na inicialização do Windows. Se você quer melhorar a velocidade de inicialização do seu computador a qualquer custo, sua última opção é instalar uma unidade de estado sólido (SSD). O upgrade de HD não sairá nada em conta, mas a diferença no tempo de carregamento do sistema é espantosa.

Para finalizar…

Como já dissemos, na Internet existem mil e uma maneiras que supostamente fazem o seu computador iniciar mais rapidamente. Os 10 tópicos que apresentamos acima são as formas mais confiáveis e eficazes de fazer isso. Se você seguiu alguns deles, é provável que seu computador esteja no mínimo alguns segundos mais rápido. E esqueça os programas que prometem inicialização mais rápida: eles mesmos acabam entrando na inicialização e, para tentar gerenciar os aplicativos, acabam consumindo memória e tempo.